Thursday, 23 May 2013

Ao Mestre, com carinho.

O mundo gira, giro o mundo, gira-mundo
Sobre a cabeça de um desbravador
Em um dançar de um filho de Raimundo.

O branco que vestes, a barba que cresce
O azul dos olhos que ilumina o andar de uma menina
Conhecido de desconhecidos, e deles pai
E deles mais que mestre.

O mundo gira, o mundo é uma roda
A roda gira, e  brinca
É leve, simples, arte e música.

Berimbau ecoa, o corpo energiza
E brinca... E gira...
E o mundo de ponta cabeça
Para quem não resiste ao sorriso de uma criança.



Este é um agradecimento por preservar a arte e cultura.
Este é um agradecimento por ter uma filha maravilhosa.

 Pedro H. Leles.